domingo, 16 de novembro de 2008

Entrando na avenida


Num é só impressão minha.
Todo samba enredo é parecido!
Tem lálálá, ôôô... e no final xangô.

Achei esse link e comprovei que um bom sanba é aquele bem reciclado:

Samba da Negra cega 

Num dia de Março 
No meu verão estranho 
Conheci a bênção 
De vosso senhor do Judaísmo 
Ó Madona 
Era 
óregano do meu vatapá 
Desodorante pra se cheirar 
Ó meu deus 
Olha pro buraco 
Olha pras voçorocas 
E me diz: 
Não é a negra mais cega nesta beleza de cidade ? 
Sou um cachorro guia 
Vou mais que qualquer um...
Pois ingratidão , já foste embora
Pois ovo já não falta no meu olhar.
Era 
óregano do meu vatapá 
Sândalo pra se cheirar 
Ó meu deus
Pois ingratidão , já foste embora
Pois óleo já não falta no meu olhar.


Faça o seu samba e poste nos comentários!

2 comentários:

Mary Azevedo disse...

Samba da Negra natural

Num dia de fevereiro
No meu verão esfarrapado
Conheci a bênção
De vosso senhor do orixá
Ó Deus
Era
o sal do meu vatapá
alecrim pra se cheirar
Ó meu deus
Olha pro mar
Olha pras águas
E me diz:
Não é a negra mais bela nesta beleza de goiás ?
Sou um forte marinheiro
vou mais que qualquer um...
Pois tristeza , já foste embora
Pois fermento já não falta no meu olhar.
Era
o sal do meu vatapá
alecrim pra se cheirar
Ó meu deus
Pois tristeza , já foste embora
Pois fermento já não falta no meu olhar.

uahuahuahuah
Muito bom esse gerador!

Ana Paula disse...

Tenho um...
Esse é o refrão:

"Lá vem o negão,
cheio de paixão...
Te catar...te catar..te catar...
Querendo ganhar todas as menininhas
Nem coroa ele perdoa não.

UHUULLL!!!