segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Noite de Oscar

Homens dourados de Los Angeles



E passou a noite do Oscar. O evento esperado por mim durante um ano.
Gente chique, inteligente, premiada, célebre naquele tapete vermelho rumo ao mundo.

Quem não queria ter um Oscar na sala?
Pois teve gente saindo com 3 essa noite.

Numa noite onde os filmes concorrentes não despertaram grande interesse no público e não havia favoritos natos a cerimônia foi melhor que eu esperava.

O cenário me surpreendeu pela versatilidade. As roupas das famosas foram sem graça, com exceções como a Ellen Mirren, a mais bonita, e a Diablo Cody, que deve tá chorando até agora pensando "O que meus filhos vão falar ao ver a mãe deles ganhando um oscar com um vestido de oncinha?"

Na festa pós-Oscar: Anne Hathaway (uma das mais bem vestidas) Diablo Cody (sem palavras)


Ultimato Bourne ganhou mais Oscars que o previsto. O melhor ator foi o esperado, mas atirz, atriz coadjuvante e ator coadjuvante tiveram seu "q" de surpresa. Atores Europeus foram consagrados. O melhor filme e diretor foram para Onde os Fracos não tem vez.

Filmes de repertório variado colocavam icógnitos os vencedores de várias categorias.

Não ganhei o Bolão que eu fiz. Ano que vem tem outro Oscar; até lá tento ver os filmes dessa edição que não vi.

Um comentário:

Mariana disse...

Olha, se a Diablo Cody eu fosse eu estaria mais preocupada em pensar "o que meus filhos vão pensar de mim qdo descobrirem que eu já fui Stripper".

NÂAÂÂÂÂÂÂOOOOOOOO

eu estaria MESMO mais preocupada com o que eles vão pensar ao ver a mãe deles ganhando um oscar com um vestido de oncinha. LÓGICO.

Pq tirar a roupa pra VIVER (tá que nao era pra viver, mas põeaí que era) a gente perdoa, mas ir à premição MAIS IMPORTANTE DO MUNDO TODO vestida como uma mulher-que-tira-a-roupa-pra-viver é imperdoável.